Granada, a gema do mês de janeiro

A gema preciosa conhecida comumente por sua cor vermelha, a granada representa o mês de janeiro, segundo os esotéricos. Existe uma tabela divulgada por vários meios de comunicação que atribui uma pedra preciosa específica a cada mês do ano. Seguindo essa tabela, neste artigo falo sobre a granada, a pedra preciosa que inspira amor e devoção; e é muito apreciada desde os tempos da Antiguidade.

A palavra granada deriva da palavra latina, granatus, que significa grão; uma referência pela similaridade da cor da pedra com a cor da semente de uma punica granatum, mais conhecida no Brasil como romã. A granada também representa os dois anos de casamento, é considerada pedra da profissão das donas de casa, dentistas e comunicadores e também a pedra dos signos de aquário, leão, áries, escorpião e capricórnio.

granada

Do lado esquerdo, sementes de romã e ao lado, a semelhança com granadas lapidadas

As Características da Granada

As granadas são variedades de silicatos de alumínio e magnésio em sua composição. Possuem dureza que variam de 6,5 a 7,5 na Escala de Mohs. Essa gema tem como coloração predominante o vermelho-escuro, porém, podem apresentar outras colorações como o amarelo, laranja, marrom, preto, verde ou incolor. Existem vários tipos de granada – Rodolita, Almandina, Espessartina, Grossulária, Andradita e Uvavorita – com cores, fórmulas químicas e propriedades físicas diferentes. A granada não apresenta clivagem, facilitando bastante o trabalho do lapidador. Seu brilho varia entre vítreo e resinoso podendo ainda ser transparentes ou semitransparentes conforme a presença ou ausência de inclusões. As granadas podem ser encontradas em todos os continentes do mundo, mas os principais centros de extração estão localizados na África do Sul, Sri Lanka, Madagascar, Brasil, Índia e Austrália. No Brasil, a granada pode ser encontrada nos estados de Minas Gerais e Tocantins. Como são muito abundantes na natureza, possuem preços acessíveis.

Tipos de Granada

Granada Almandina

Essa granada é um silicato de alumínio e ferro e sua cor varia do laranja avermelhado ao vermelho arroxeado; normalmente possui tonalidade escura, de transparente a semitranslúcida. Quando submetida a mudanças de temperatura, pode sofrer fraturas. À luz do dia, permanece estável. Reage levemente com produto químico como o ácido fluorídrico. É considerada a mais comum e a mais usada como gema na joalheria. A granada almandina, segundo os esotéricos, ajuda na recuperação após ferimentos e também na saúde dos ovários e testículos.

granada

Gemas de granada almandina lapidadas

granada

Par de brincos em ouro amarelo com granada almandina

Granada Andradita

A granada andradita é um mineral silicato de cálcio ferroso e é também conhecido como Melanita, um nome derivado da palavra grega para negro. Sua cor pode ser preta, marrom e castanho amarelo. Varia de transparente a opaco, também sofre fraturas quando submetida a mudanças de temperatura e à luz do dia permanece estável. Acredita-se que essa gema fortalece as pessoas que tem um sistema imunológico comprometido, auxiliando na proteção do corpo contra infecções de todos os tipos.

granada

Granada andradita em estado bruto

granada

Pingente em ouro amarelo com gema de granada andradita facetada

Granada Espessartita

Essa gema é um mineral silicato de manganês e alumínio. Sua cor característica é laranja amarelado e laranja avermelhado. Seu nome deriva de sua descoberta em Spessart, na Alemanha. É transparente, à luz do dia permanece estável e também pode sofrer fraturas com mudanças de temperaturas. Para os esotéricos, a granada Espessartita ajuda na fertilidade e reprodução sexual, além de ajudar na perda de peso e ser excelente tônico para o sistema endócrino.

granada

Granada espessartita em estado bruto

granada

Anel em ouro branco com diamantes brancos e gema central de granada espessartita

Granada Rodolita

A granada Rodolita é uma variedade da granada Piropo, um silicato de alumínio e magnésio e sua cor varia do vermelho arroxeado ao roxo avermelhado. Possui as mesmas características físicas que as granadas mencionadas anteriormente em relação à luz do dia e temperatura. Raramente tem mais de cinco quilates. Seu nome deriva de duas palavras gregas com o significado “pedra rosa”. Acredita-se que é uma gema maravilhosa para ser usada durante a gravidez.

granada

Gemas de granada rodolita lapidadas em cabuchão

granada

Bracelete em ouro branco ornado com gemas de granada rodolita

Granada Uvavorita

A granada Uvarovita é um silicato de cálcio e crômio. Por ter uma cor verde-escura, muitas vezes é confundida com a esmeralda. Tem uma dureza de 7,5 na Escala de Mohs e é encontrada na Rússia, Finlândia, Polônia, Índia e nos EUA. A Uvarovita recebeu seu nome de um estadista russo. Essa gema fortalece o coração e pode ser usada para auxiliar na cura de problemas cardíacos.

granada

Granada uvavorita em estado bruto

granada

Pingente em ouro amarelo com granada uvavorita

Granada Piropo

A granada Piropo possui as cores: vermelho intenso, vermelho alaranjado claro a escuro, castanho e vermelho arroxeado. Varia de transparente a semitranslúcida, à luz do dia permanece estável e funde facilmente quando submetida ao calor do maçarico, podendo sofrer fraturas quando há mudanças de temperaturas. Também pode ser levemente atacada por ácido fluorídrico. Os Piropos maiores têm até dois quilates.

granada

Granadas piropo lapidadas

granada

Conjunto de brincos e broche com granadas piropo

Curiosidades e Efeitos Terapêuticos

De acordo com o Talmude, uma grande granada iluminou a Arca de Noé, por isso também é conhecida como “pedra de luz”. Na Europa, durante a Idade Média, acreditava-se que a granada estimulava a verdade, fé e constância e dissipava a melancolia. Na Boêmia, Tchecoslováquia, se encontra a mais importante indústria de joalheria e lapidação centrada em torno da granada vermelha nativa, que teve início no ano de 1500 e existe até hoje. A reputação das granadas de Boêmia foi muito expressiva no século XIX; nos anos 1890, numerosas joias foram exportadas para o mundo inteiro. As granadas foram facilmente associadas ao sangue e ao coração, por possuírem cores predominantemente rubras. O vermelho é considerado a cor da paixão e do sangue. Por esse motivo, ainda hoje pessoas utilizam a granada na tentativa de interromper sangramentos, para proteger contra feridas, depressão, pesadelos e venenos. Acredita-se também que a granada fortalece o coração, controlando o ritmo e os batimentos cardíacos, além de prezar pela pressão e pela circulação sanguínea.

granada

Diversas granadas com lapidações diferentes

Fontes: O livro das pedras, o que elas são e o que ensinam;

               Joias, fundamentos, processos e técnicas.

 

 

Empresária, criadora e editora deste blog, com ampla experiência no mercado de luxo de São Paulo, nos segmentos de moda e joalheria.

Posted in Gemas and tagged , , , , , , .

Deixe um comentário