A História da HStern

 

É com muita satisfação que escrevo sobre a joalheria HStern, uma grande empresa brasileira na qual tive o privilégio e a honra de trabalhar, aprender e fazer parte de uma equipe maravilhosa. Trabalhar na HStern foi uma experiência única, muito intensa e enriquecedora, aumentando ainda mais meu interesse no mundo joalheiro. A partir de todo conhecimento que obtive na HStern veio a ideia de criar este blog e divulgar tudo que aprendi e que continuo aprendendo através de pesquisas e estudos. A HStern está no ranking das cinco melhores joalherias do mundo, a primeira joalheria do Brasil e é a responsável por revolucionar o mercado mundial de pedras preciosas.

A Origem

O fundador Hans Stern nasceu em Essen, Alemanha em 1922. Nas vésperas da Segunda Guerra Mundial, quando tinha 16 anos, foi para o Brasil com seus pais, morou no Rio de Janeiro com a mãe e seu pai foi dirigir uma usina elétrica no Piauí. Aos 18 anos, trabalhou numa exportadora de gemas coloridas e cristal de rocha, onde iniciou seu conhecimento e admiração pelas pedras brasileiras (turmalinas, ametistas e citrinos).

Em 1945, vendeu seu acordeão e com o dinheiro, abriu seu primeiro escritório no centro do Rio. O primeiro ponto de vendas foi no Touring Club na Praça Mauá, onde atracavam os navios de turismo. Hans Stern a partir desse momento lutou para mudar a visão errônea do brasileiro que as pedras coloridas brasileiras eram semipreciosas, mostrando ao turista todo o processo de confecção de uma joia. Em 1949, foi criado o Certificado de Garantia Internacional HStern, uma iniciativa pioneira para a época, que confere ao consumidor a garantia de qualidade e autenticidade dos seus produtos, dispondo das melhores condições técnicas, da melhor matéria-prima e direitos a serviços exclusivos.

Nas décadas de 50 a 70, a marca torna-se conhecida internacionalmente. Em 1952, a HStern cria o Guided Tour (passeio com guia), onde os visitantes podiam acompanhar todas as etapas de confecção de uma joia, além da extensa coleção pessoal de pedras preciosas de Hans Stern. Em 1955, inaugurou-se a primeira filial em São Paulo; em 1960, expandiu para os Estados Unidos e abriu sua primeira loja em Nova York; já na década de 70, deu um passo muito importante criando seu próprio laboratório gemológico (DEGEM) para classificar seus diamantes e não parou mais de crescer.

Uma das principais realizações aconteceu em 1983 com a inauguração da sede mundial em Ipanema, Rio de Janeiro; em 1984, lançou a Coleção Catherine Deneuve criada com a colaboração da própria atriz; em 1986, nasceu a Coleção Roberto Moriconi (artista plástico italiano) e a linha de relógios Safira; nos anos seguintes, tapetes vermelhos foram estendidos para as coleções assinadas e inspiradas em grandes artistas levando a HStern para o patamar das joalherias de maior prestígio no mercado de luxo mundial.

A Visão de Futuro

Na década de 90, o filho de Hans Stern, Roberto Stern, assume a presidência da empresa e rejuvenesce a imagem da marca, agregando conceitos criativos que hoje a diferencia no cenário mundial. O objetivo é transformar a joalheria em “griffe”. A marca vai buscar inspiração na moda, música, artes plásticas, arquitetura, etc. Em um mercado cada vez mais globalizado, quando completou 50 anos em 1995, lançou a Coleção Mundial que destaca as pedras brasileiras no mercado turístico e privilegia o design no mercado internacional, acompanhando as tendências internacionais. Em 1997, a HStern realiza um projeto com o famoso fotógrafo Albert Watson surgindo o livro “Diário Perdido” e também nesse ano rumo ao futuro, começaram as mudanças na arquitetura das lojas com novo conceito, mais claras e amplas. A HStern passou a adotar alguns atributos para as joias que são obedecidos como lei: o design limpo e puro, o conforto, a versatilidade, autogratificação, ou seja, detalhes internos (segredos) que só o dono da peça conhece e a assinatura da estrela (símbolo da marca) em todas as peças. Rumo ao sucesso, a visão da HStern era ser mundialmente reconhecida como uma das joalherias mais importantes pelo prestígio de seus produtos e serviços.

a histórtia da HStern

Loja HStern Shopping Cidade Jardim

 

Coleções HStern

Além das coleções citadas anteriormente, a HStern criou coleções que se inspiravam em artistas de diversas áreas como por exemplo, a Coleção Costanza Pascolato (consultora de moda), que é uma referência de estilo, elegância e bom gosto; Coleção Miscigens, inspirada na filosofia de vida de Carlinhos Brown (músico, compositor e instrumentista baiano), que uniu a cultura brasileira, africana e árabe; Coleção Orbis Descriptio que teve inspiração nos trabalhos da artista plástica carioca Anna Bella Geiger, mostrando nas peças, mapas, cursos de rios, o contorno dos continentes e a linha imaginária dos mediterrâneos e Coleção Campana (Fernando e Humberto Campana), inspirada na criatividade desses arquitetos e design de interiores. Podemos citar brevemente outras como: Coleção Purangaw, Coleção Diane Von Furstenberg, Coleção Grupo Corpo, Coleção Oscar Niemeyer, Coleção Roberto Burle Marx, Coleção Papa Pop e ainda, as maravilhosas coleções e linhas que não são vinculadas com nenhuma personalidade artística como a Coleção Central Stone e as Linhas Especiais HStern ( Code, Nature, Lizard, Rua das Pedras, Moonlight, dentre muitas outras que podem ser vistas no site oficial da HStern). A cada seis meses, uma coleção nova é lançada com cinco ou seis linhas (que possuem de 10 a 12 peças cada).

a história da hstern

Coleção Roberto Burle Marx

a história da hstern

Coleção Stars

a história da hstern

Coleção Oscar Niemeyer

a história da hstern

Coleção Papa Pop

Além de joias, a HStern oferece ao cliente superexigente relógios da própria marca e marcas muito conceituadas no mercado internacional como a Patek Phillipe, acessórios de couro, óculos e artigos para casa e decoração, que também são de excelente qualidade e beleza. A HStern também abriu um lindo e aconchegante restaurante, o Eça, no centro do Rio de Janeiro e o Spa HStern no Shopping Rio Design Barra.

a história da hstern

Coleção HS ID White Flying

Lapidação Stern Star

A lapidação stern star é exclusiva da HStern. Criada em 2004 após anos de pesquisa, com forma orgânica e corte assimétrico, não possui o formato redondo nem triangular, mas um misto de formas parecido com os seixos encontrados na natureza. A disposição das facetas (51 facetas) e da mesa forma uma estrela de cinco pontas e reflete mais luz que a lapidação tradicional (57 a 58 facetas).

A Marca no Mundo

O design diferenciado, exclusivo, de fácil reconhecimento das joias e a imagem da marca, levou a HStern ao mais alto patamar do mundo joalheiro. É a joalheria mais importante do país, possuindo mais de 600 ourives altamente qualificados que atuam entre Rio e São Paulo, mais de 160 lojas próprias no Brasil e no exterior e mais de 3.500 funcionários. A marca está presente em 21 países, conta com 115 representantes e fabrica mais de 20 mil peças por mês.

a história da hstern

Maxicolar Rock Season

A HStern inovou sua maneira de mostrar suas joias ao mundo através de excelentes estratégias de marketing que incluem importantes celebridades brasileiras e estrangeiras usando as peças em grandes eventos, sites, catálogos, publicidades em editoriais de moda das mais conceituadas revistas internacionais e principalmente nas lojas, buscando sempre a fidelização do cliente. A busca constante pela excelência nos resultados, pelo comprometimento, honestidade, ética, discrição e respeito, vem sendo atingida através dos treinamentos específicos para os vendedores. Este treinamento é executado pela Universidade HStern onde o candidato antes de começar as atividades de vendas, passa de oito meses a um ano estudando e realizando exames que precisam ter a média mínima de oito e meio para serem aprovados (conheço muito bem esse processo), além de receber e se adequar aos códigos de vestimentas (dress code). Além do treinamento inicial, temporariamente são realizados treinamentos de joias e relógios.

Finalizando este post sobre a brasileira HStern, deixo algumas palavras de Christian Hallot, embaixador da marca, “ Não procuramos tendências. Criamos e lançamos tendências e, por meio de nossos estudos de comportamento conseguimos vislumbrar o que será tendência daqui a três anos, mas sempre seguindo esta linha de produto atemporal, pois uma joia tem que ter uma grande adaptabilidade. Joia atemporal é aquela que pode ser utilizada a hora que for ”. Assim, tudo que a grife desenvolve faz sucesso.

O vídeo abaixo mostra um preview da Coleção MyColletion HStern.

Empresária, criadora e editora deste blog, com ampla experiência no mercado de luxo de São Paulo, nos segmentos de moda e joalheria.

Posted in Joias e Acessórios, Moda e Beleza and tagged , , , , , , .

One Comment

  1. Pingback: HStern Brinda 70 anos - Joias in Vogue

Deixe um comentário