A origem dos Ovos Fabergé

A história dos ovos de Fabergé é muito interessante cheia de mistérios, glamour e intrigas. Os Ovos Fabergé ficaram muito famosos por serem peças da alta joalheria confeccionadas por metais nobres e pedras preciosas e, principalmente, muito cobiçados pelos tsares russos como presentes de Páscoa para suas tzarinas. Por mais de três décadas a paixão da corte russa pelos Ovos Fabergé se manteve acessa. O primeiro ovo foi encomendado de Carl Fabergé em 1885 quando o rei Alexandre III deu de presente de Páscoa à esposa Maria Feodorovna, o Ovo Galinha.

ovos fabergé

Pintura de óleo sobre tela da Tzarina Maria Feodorovna – 1881 – Hermitage Museum

 

ovos fabergé

Tzar Alexandre III e Tzarina Maria Feodorovna com seus cinco filhos

Uma família de artesãos

 

A história da origem dos Ovos Fabergé começou no século XVIII com os ancestrais de Carl Fabergé fugindo da França pela intolerância religiosa que existia naquela época, comandada pelo monarca católico Luís XIV (1638-1715). Os ancestrais de Carl tinham sobrenomes que derivavam da palavra latina faber, que significa ferreiro ou feitor e todos por coincidência ou não eram artesãos: eram eles, Favry, Fabri e Fabrier. Em 1814 na Estônia nasce já com a cidadania russa, Gustav, pai de Carl Fabergé. Em 1820, Gustav, para enfatizar suas origens gaulesas e conseguir status para os ancestrais Fabrys, mudou o sobrenome para Fabergé.

Carl Gustavovich Fabergé

 

O ambicioso Gustav Fabergé muda-se para a capital da Rússia, São Petersburgo, onde se especializou em ourivesaria com grandes mestres joalheiros e em 1841, abriu sua própria loja numa das ruas mais sofisticadas da cidade. Cinco anos depois nasce seu filho, Carl Gustavovitch Fabergé. Carl Fabergé nasceu para brilhar, mas antes disso acontecer, aprendeu os conceitos básicos da joalheria na oficina de seu pai, estudou em grandes escolas de comércio e teve oportunidade de conhecer grandes joalheiros e mestres da ourivesaria também fora da Rússia, como na Inglaterra, Itália e França. Já com grande conhecimento, experiência e apenas 18 anos, Carl Fabergé volta para São Petersburgo para estudar e trabalhar no grande Museu Hermitage, ligado ao Palácio de Inverno de São Petrsburgo.

 

ovos fabergé

A primeira loja Fabergé em São Petersburgo, Rússia

 

ovos fabergé

Atelier de Carl Fabergé e seus ourives no início do século XX

 

ovos fabergé

Detalhe de Carl Fabergé na bancada de ourivesaria com seus artesãos

A partir de 1872, Carl Fabergé passou a comandar os negócios de seu pai, construiu uma família com muitos filhos, se tornou conhecido pela aristocracia russa por suas belas joias, mas foi só em 1882, graças ao seu trabalho criativo no Museu Hermitage, que foi reconhecido pela família imperial russa.

O primeiro Ovo Fabergé

Na Rússia do século XIX, a Páscoa era a data mais importante do calendário religioso. Seguindo os rituais e a tradição, O tsar Alexandre III sempre presenteava a tzarina Maria Feodorovna com ovos confeccionados com metais preciosos e cravejados de pedras preciosas nas datas de Páscoa. Sabe-se, por cartas trocadas entre o tsar e seu irmão, que o famoso Ovo Galinha de Fabergé foi “um completo sucesso”, segundo Alexandre III.

ovos fabergé

O primeiro Ovo de Fabergé para a realeza russa, o Ovo Galinha

 

O Ovo Galinha era branco esmaltado com uma faixa de ouro em torno do centro, tinha cerca de seis centímetros e meio de altura e pela simplicidade, uma aparência desinteressante. Mas para grande surpresa, no seu interior possuía uma gema perfeita de ouro e dentro dessa gema, se encontrava uma pequena galinha sentada num ninho de palha de ouro e no interior da galinha uma miniatura em diamante da coroa imperial com um minúsculo pingente de rubi. O Ovo Galinha foi minuciosamente trabalhado com detalhes primorosos de joalheria e com grande criatividade inspirada. A genialidade por trás do primeiro ovo de Fabergé sustentou o título de Fornecedor da Corte Imperial, com direito a usar o Brasão do Estado na marca de sua loja. Carl Fabergé se tornou o “homem dos ovos”, famoso, muito admirado e imitado por grandes joalheiros até os dias de hoje.

ovos fabergé

Detalhes do Ovo Galinha de Fabergé

A busca incansável de Fabergé por inovação levou-o a criar uma série de ovos considerados obras-primas, gloriosamente extravagantes, cuidadosamente articulados com surpresas de detalhes no seu interior e grande qualidade que merece admiração. Por mais de trinta anos Carl Fabergé criou outros cinquenta ovos imperiais, todos ricamente adornados, totalmente originais e pessoais com nomes e histórias fascinantes sobre a vida dourada dos tsares russos. Em outro post contarei a história extraordinária da trajetória desse joalheiro e sua relação com os tsares russos.

Fonte de Pesquisa –  Livro : Os Ovos de Fabergé – A história das obras-primas que sobreviveram ao fim de um império – Toby Faber

 

Empresária, criadora e editora deste blog, com ampla experiência no mercado de luxo de São Paulo, nos segmentos de moda e joalheria.

Posted in Joias e Acessórios, Moda e Beleza and tagged , , , , , , , , .

Deixe um comentário