Elvis Presley: Rock’n Roll Com Estilo

 O século XX pode ser dividido em duas partes: Antes e depois de Elvis Presley. Até sua aparição no meio musical, em 1956, quando fez uma gravação despretensiosa no estúdio da Sun Records, em Memphis, Tennessee, esperava-se dos jovens que se comportassem e se vestissem como adultos. Não se pode dizer que Elvis “inventou” o Rock´n Roll, mas sem dúvida foi quem revolucionou a cultura popular. Seu impacto na sociedade norte-americana se deu nas mais diversas áreas: musical e comportamental. Foi considerado pelos mais conservadores como uma “ameaça” aos bons costumes. Não é à toa que em 1956, ao aparecer no programa de televisão de Ed Sullivan, só foi filmado da cintura para cima.
Mais importante do que seus recordes de vendas de discos e do número de shows ( mais de 1.100), sendo a maior parte deles realizada entre 1969 até 6 semanas antes de sua morte ( em agosto de 1977), é destacar as inúmeras qualidades que esse grande cantor possuía. Além de seu inegável carisma, tinha pleno domínio de vários gêneros musicais, além, é claro, de ser o titular de um estilo único de se vestir e de cantar. Seu repertório variava, desde gospel a blues, de baladas românticas ao rock n´roll. Além de sua consagração neste estilo musical, ganhou três prêmios Grammy: em 1967, na categoria de “Melhor Interpretação Sacra” (Best Sacred Performance, na música “ How Great Thou Art”), em 1972, na categoria “Best Inspirational Performance” ( “He Touched Me”) e em 1974, todas elas no gênero de música gospel.

10744435_815674015142589_724224315_o

Elvis Adorava Carros Luxuosos e Roupas Exóticas

 Todos seus shows tiveram ingressos totalmente vendidos. Nunca houve um lugar vazio em qualquer show de Elvis. Em 1972, uma luta de Muhammad Ali foi desmarcada porque naquela data ele iria se apresentar. Isso para se uma ideia de sua popularidade.
Seu amplo repertório e qualidade dos shows incluíam a TCB Band, a grande orquestra regida por Joe Guercio além de dois consagrados quartetos de voz: As Sweet Inspirations, com forte influência de blues e gospel, e os Stamps Quartet, de formação gospel. A TCB Band era composta por James Burton (considerado pela revista Guitar Player como um dos cem mais importantes guitarristas do século XX) e outros músicos de primeira linha.
Elvis ficou fora dos palcos durante os anos 60, quando sua carreira teve por foco a produção de filmes ( foram 33 ao todo, incluindo dois documentários) e a gravação de suas respectivas trilhas sonoras. Dentre essas gravações, fez inúmeros sucessos que marcaram sua carreira. Voltaria apenas em 1969, em Las Vegas, onde passaria a se apresentar regularmente. Em 1972, foi feito o documentário Elvis On Tour, vencedor do Globo de Ouro em sua categoria, tendo por editor nada mais que Oliver Stone ( diretor de Platoon, Wall Street e inúmeros outros filmes premiados).

Elvis e a Moda

10738060_815175095192481_1295491421_o

O Estilo de Elvis Presley Influenciou Definitivamente a Indústria da Moda

 

 Desde sua adolescência, Elvis usava roupas influenciadas por músicos de rhythm and blues. Mas merecem destaque especial as vestimentas usadas em suas apresentações. A partir de 1970, passou a usar macacões (jumpsuits) desenhados por Bill Bellew, que marcaram para sempre seu visual marcante e único. A princípio, não tinham muitos detalhes, mas com o tempo passaram a usar adornos e joias preciosas do Brasil.
Talvez sua roupa mais famosa seja a American Eagle, usada em janeiro de 1973, em sua lendária apresentação “Aloha from Hawaii”. Esse show foi transmitido ao vivo, via satélite, para 36 países, batendo o recorde de público, que até então ocorreu com o primeiro pouso do homem na Lua, quatro anos antes.

10746788_815178715192119_1816890315_o

Jumpsuit White Flower de Gabardine de Lã Usado Em 1972

Elvis Presley

Jumpsuit Blue Pinwheelde Gabardine de Lã Azul Ornado Com Ouro, Opala, Turquesa e Outras Pedras Preciosas, Usado Em 1972 e 1973

Elvis Presley

Jumpsuit Eghiptian Pharaoh Inspirado na Cultura Maia e Ornado Com Diversas Pedras Preciosas, usado em 1972 e 1973

Elvis Presley

Jumpsuit Flower Spanish (Black)

Elvis Presley

O Famoso Aloha Eagle Jumpsuit, Usado No Show “Alternate Aloha Eagle Suit” de 1973

 

As Joias de Elvis Presley

 Além dos trajes extravagantes (verdadeiros ícones fashion da década de 70) que influenciaram a moda e dos carros luxuosos, Elvis Presley era um grande apreciador de joias as quais usava como adornos nos shows e no dia a dia. Ele gostava muito de usar anéis (usava em vários dedos), pulseiras, braceletes de correntes e medalões enormes, quase sempre cravejados de diamantes ou outras pedras preciosas. Logo abaixo, você poderá ver algumas joias que Elvis usou durante toda sua vida que fazem parte da sua coleção de luxo.

Elvis Presley

Anéis Exuberantes em Ouro e Pedras Preciosas

 

Elvis Presley

Medalhões Em Ouro e Pedras Preciosas

 

Elvis Presley

Pulseiras De Ouro Com Diamantes

 

 Difícil é resumir o impacto que Elvis gerou ao longo de sua carreira. Nas palavras de John Lennon, “antes de Elvis, nada existia.” Para Rod Stewart, “Elvis foi o rei, sem dúvida. Pessoas como eu, Mick Jagger e todos os outros apenas seguiram seus passos”. Pode-se dizer simplesmente que ele foi diferente de tudo que existiu. Estabeleceu novos parâmetros, mas não é só isso. Sua voz era capaz de cantar qualquer estilo musical com a mesma maestria. Podia ser suave e agressivo; romântico e vulgar; sagrado e profano. Mas nem isso é suficiente para definir esse artista tão complexo e completo. Quem assistiu a um de seus show pessoalmente, jamais esquece e garante que jamais existirá outro igual. Conheci um senhor que me contou algo que jamais esqueci: “Estava com minha mulher em Las Vegas em 1972 e queria assistir a um show de Tom Jones. Minha esposa queria assistir a um show do Elvis. Posso dizer que depois de vê-lo, compreendi o porquê de tantos homens usarem buttoms do Elvis em suas roupas”.

 Meu primeiro contato com Elvis foi através de seus filmes que passavam na Sessão da Tarde. Músicas como Blue Sued Shoes, Love Me Tender, Don´t Be Cruel; grandes sucessos que achava bastante simpáticos, mas nada que me despertasse grande interesse, a ponto de considera-lo o maior cantor que já existiu. Até que assisti ao filme Tog Gun, em 1986. Nesse filme há na trilha sonora a versão dos Righteous Brothers da música “You´ve Lost That Lovin´ Feeling”, que me chamou muito a atenção. Procurei por algum disco que tivesse essa canção, e encontrei no disco “That´s the Way It Is”, de 1970. Assim, de forma despretensiosa, ao ouvir a versão com Elvis me surpreendi pois na minha opinião, é melhor que a original ! Foi aí que passei a pesquisar e procurar mais e mais discos dele. Não demorou muito a perceber que ninguém do mundo artístico causaria em mim tamanho impacto e admiração. Elvis é único.

Empresária, criadora e editora deste blog, com ampla experiência no mercado de luxo de São Paulo, nos segmentos de moda e joalheria.

Posted in Joias e Acessórios, Looks, Moda e Beleza and tagged , , , , , , , .

2 Comments

  1. Adorei o texto. Em meio a tantas publicações que tentam denegrir o Rei, essa nos dá felicidade.
    Só uma retificação: a imagem do meio e a da direita da “Aloha Eagle Suit” não são da Jumpsuit usada no Aloha from Hawaii. As fotos são da Alternate Aloha Eagle Suit, usada no show do dia 12 de janeiro de 73, num show de ensaio caso o show definitivo tivesse algum imprevisto. A diferença pode ser notada na área do cinto. A do show oficial tem uma estrela a mais perto de onde ficaria o cinturão.

Deixe um comentário