Fabricando Uma Joia: Ourivesaria

Passado o momento da inspiração e criação da joia (como descrevi no post “Processo de Criação da Joia”), vem o processo de fabricação. As joias podem ser confeccionadas por processo industrial, artesanalmente (ourivesaria), modelagem em cera ou por meio de prototipagem rápida. Este post será dedicado ao processo artesanal no desenvolvimento da joia. No processo de ourivesaria a joia é confeccionada na própria bancada onde se manipulam os metais e as ligas metálicas e é importante que o local seja bem iluminado e principalmente bem arejado, pois são utilizados produtos químicos, como soluções e gases. O ourives executa todo o trabalho, desde a construção até o acabamento final. A ourivesaria é uma arte muito antiga que utiliza os metais nobres (normalmente prata, ouro e platina) na fabricação de joias.

Etapas do Processo de Fabricação de Joias na Ourivesaria

Em primeiro lugar, inicia-se preparando a liga metálica que será utilizada na joia. Tendo o metal ligado, preparam-se as chapas e fios para obter um acabamento diferenciado como as texturas, por exemplo. A maioria dos metais passa por um processo de conformação (alteração do metal) por meio da deformação plástica para melhorar suas características. Esse tratamento térmico tem o nome de recozimento.

Refinamento

Essa etapa consiste na purificação dos metais em que se aplica o aquecimento e a fundição para separar as impurezas, além da dissolução em ácidos. O processo de refinamento de metais é utilizado para:

– Reciclagem de peças já existentes

Para reaproveitar o metal de uma joia já existente, deve-se separar o metal nobre puro dos outros metais que estão na liga. É utilizado o ácido nítrico (altamente corrosivo), o cobre, que ajuda a separar as partículas do ouro ou prata e água com bicabornato. Depois de refinado, o metal desejado ficará pronto para ser religado.

– Recuperação de limalhas

Quando se fabrica uma joia, o metal passa pela serragem e limagem, resultando no acúmulo de limalhas que devem ser reaproveitadas para que não haja o desperdício de metal. Depois que a limalha é separada de outros resíduos através de um ímã, é feita a purificação e a limpeza do metal para que possa ser ligado e trabalhado novamente.

Fabricando uma joia: Ourivesaria

Fundição

O acabamento de uma joia começa pela fundição dos metais. Nesse processo os metais ou ligas metálicas são aquecidos até atingirem seu ponto de fusão e em seguida são derramados em moldes específicos (lingoteiras e rilheiras) para a produção de lingotes e lâminas que se transformam em fios e chapas depois de laminados. Nesse processo da ourivesaria utiliza-se o maçarico de oxigênio/gás ou ar comprimido/gás e outras ferramentas específicas como cadinho, suporte para cadinho, lingoteira e rilheira, bórax, cera de abelha e pinça.

Recozimento

Este processo é utilizado para que o metal fique mais maleável e para facilitar o manuseio, assim como evitar fraturas. Consiste no aquecimento do metal (para que torne mais mole) e no seu resfriamento rápido, possibilitando obter uma maior dureza possível. O ideal é que o resfriamento ocorra de maneira natural, principalmente o ouro.

Laminação

Essa etapa é utilizada para a produção de chapas, fios (quadrados ou meia-cana) e fitas. O metal previamente fundido passa entre dois rolos giratórios para obter a redução da sua espessura. Utiliza-se o laminador manual (usuário gira a manivela) ou o laminador elétrico. Durante este processo o metal vai endurecendo gradativamente, sendo necessário o recozê-lo novamente.

Trefilação

É um processo mecânico onde uma barra, tubo ou fio passa por uma fieira calibrada (matriz), obtendo um diâmetro inferior desejado. Para que o metal chegue ao diâmetro final, é exercida uma força de tração durante a passagem do metal pela fieira. Esse processo é utilizado para a fabricação de fios em geral. Além da fieira, são utilizados outros equipamentos como o torno ou morsa, alicate de pressão e cera de abelha.

Serragem

Na ourivesaria esse processo tem grande importância e para que o resultado seja perfeito, a serra deve ser colocada de maneira correta no arco. As ferramentas utilizadas nessa etapa da fabricação são um arco de serra e serras de tamanhos variados. A serra deve ser lubrificada com uma pasta adequada sempre que necessário. A serração é utilizada para fazer diversos tipos de cortes como o corte reto, curvas, canto vivo e vazado.

Fabricando uma joia: Ourivesaria

Limagem

Consiste em desbastar, raspar, esculpir ou polir o metal desejado com uma lima. É muito importante uma postura correta na bancada e apoiar o metal a ser limado na estilheira (para ficar mais firme), para que o resultado desse processo seja concluído com êxito. Existem limas de vários formatos e graus de abrasividade que são utilizadas de acordo com a superfície a ser trabalhada, sendo que as limas mais grossas desbastam mais rápido, tirando mais metal. Para o acabamento perfeito de uma joia, são usadas limas mais finas.

Modelagem

Na ourivesaria essa etapa é para dar forma ao metal ou deixar no formato de acordo com um modelo. Para modelar, o metal deve estar sempre recozido e as ferramentas que são utilizadas nesse processo são: tribulet, alicates, gabaritos, embutidores, dados de bola e ranhuras, chatoneiras, além de martelos de madeira, borracha e plástico que não danificam o metal.

Soldagem

Nesse processo, o objetivo é unir duas ou mais peças metálicas através da solda, formando uma única peça. Na ourivesaria, usa-se o maçarico portátil, maçarico de gás ou maçarico de gás/oxigênio, mas também existem as soldas elétricas e a laser. São utilizadas diversas técnicas para soldagem, assim como diversas intensidades das chamas dos maçaricos (chama neutra, chama redutora e chama oxidante). O ourives precisa ter grande conhecimento, cuidado e atenção para executar essa técnica.

Decapagem

São utilizados ácidos tóxicos (geralmente ácido sulfúrico) ou sal branqueador (menos tóxico) nesse processo de fabricação. A decapagem consiste em remover a oxidação (aparecem quando o metal é recozido ou soldado), gorduras e impurezas sobre a superfície metálica. Depois da decapagem, deve-se colocar a peça imersa em uma solução de água com bicarbonato para neutralizar.

Lixamento

Na ourivesaria este processo é fundamental para um acabamento perfeito. Consiste em desgastar, raspar ou polir com lixa para retirar as manchas de oxidação e marcas de limas. Dependendo da superfície a ser lixada, são utilizadas lixas com diferentes graduações e devem ser usadas da mais grossa para a mais fina. Quanto mais fina a lixa mais polida ficará a peça final.

Polimento

Essa etapa é para dar brilho na peça (lustrar) e faz parte do acabamento final de uma joia. Antes desse processo a peça deve estar bem lixada. Para executar o polimento, o ourives pode utilizar uma máquina específica que tem o nome de politriz ou no motor de chicote; e para a limpeza, são usados tamboreadores (rola-rola), aparelhos ultrassônicos e vibradores.

Fabricando um joia: Ourivesaria

Acabamento Final

Na ourivesaria, existem outros processos com técnicas específicas que ainda podem complementar e agregar um alto valor à joia. As texturas (diferentes efeitos na superfície), o casamento de metais (união de dois ou mais metais de cores diferentes), mokumê gane (bloco que reúne várias chapas de metais de cores variadas), keum-Boo (folhas finas de ouro, sobre a superfície de outro metal, criando desenhos e contrastes), forja, cinzelagem e gravura com ácidos são algumas dessas técnicas utilizadas para dar o diferencial à joia. Para finalizar, depois da peça pronta, ainda existe a opção de dar um acabamento especial à joia fixando as gemas e/ou utilizar técnicas de esmaltação, resina, entre outras. Devemos lembrar que é muito importante o uso de óculos de proteção e máscaras, além de grande atenção ao manusear as máquinas, ferramentas de corte e maçaricos; pois é essencial o cuidado com a segurança pessoal.

No vídeo abaixo, a grife Louis Vuitton mostra pequenos detalhes do processo de fabricação de suas joias.


Fonte de pesquisa: Joias – fundamentos, processos e técnicas de Rita Santos

Vídeo You Tube: Louis Vuitton High Jewelry Savoir Faire

 

Empresária, criadora e editora deste blog, com ampla experiência no mercado de luxo de São Paulo, nos segmentos de moda e joalheria.

Posted in Dicas and tagged , , , , , , .

Deixe um comentário