O Circuito do Ouro

Para quem nunca ouviu falar no circuito do ouro, vou neste post explicar resumidamente do que se trata. O Circuito do Ouro é um programa turístico desenvolvido e apoiado pela Secretaria de Estado e Turismo de Minas Gerais. Este programa engloba cidades de uma região do estado de Minas Gerais – onde no século XVIII foram palcos de grandes acontecimentos históricos – que tem como objetivo promover o turismo, a cultura, preservar o meio ambiente e gerar emprego e renda para os municípios mineiros. O circuito do Ouro geograficamente está localizado na área denominada Quadrilátero Ferrífero (onde se encontram riquíssimas jazidas minerais) e agrupa 17 municípios mineiros que são: Barão de Cocais, Caeté, Catas Altas, Catas Altas da Noruega, Congonhas, Itabira, Itabirito, Mariana, Nona Era, Nova Lima, Ouro Branco, Ouro Preto, Piranga, Raposos, Rio Acima, Sabará e Santa Bárbara.

circuito do ouro

Fonte: pousadinhas.com.br

O Ouro no Brasil

O ouro sempre foi um metal muito cobiçado no mundo e no Brasil não foi diferente. O estado de Minas Gerais foi o protagonista no auge da época da mineração no Brasil. O ciclo do ouro foi o período mais rico da história brasileira do século XVIII. Do ponto de vista histórico, artístico e cultural, este período foi muito marcante para se consolidar uma cultura eminentemente mineira e para a formação sociopolítica do Estado.

circuito do ouro

Garimpeiros em Plena Atividade

 

circuito do ouro

Bateia com Pepitas de Ouro

Tudo começou com o descobrimento do ouro no final do século XVII pelos bandeirantes, nas margens do Rio das Velhas. Nessa região mineradora ocorreram vários conflitos importantes que também marcaram a história do país, entre eles, destaco três: a Guerra dos Emboabas – luta de paulistas e “forasteiros” pelo domínio comercial da região; a Sedição de Vila Rica – revolta dos mineradores contra as extorsivas medidas administrativas portuguesas; e a Inconfidência Mineira – pela independência e liberdade política e econômica da Capitania de Minas Gerais. A partir da exploração do ouro e dos conflitos nessa região, originaram-se muitos povoados e vilas que foram crescendo e se desenvolvendo e hoje são as nossas conhecidas cidades históricas.

Curiosidade sobre o Circuito do Ouro

A igreja representou um papel importante nesse período de colonização e organização da sociedade do Circuito do Ouro. Em cada região ocupada, era construída uma capela simples que aos poucos, foi sendo reformada com materiais de alta qualidade (inclusive o próprio ouro) e ampliando seu tamanho, alçando à categoria de Igreja Matriz. Em torno dessas igrejas, as sociedades locais se dividiam em irmandades que iam das mais categorizadas (Irmandade de Santíssimo Sacramento e das Ordens de Nossa Senhora do Carmo e de São Francisco; ocupadas pelos homens brancos) até em irmandades que ocupavam a base inferior da sociedade (Irmandade de Nossa Senhora do Rosário, Santa Efigênia e Nossa Senhora das Mercês; ocupadas pelos negros e escravos). Os mestiços e mulatos por sua vez, eram associados às Irmandades de São José, Cordão de São Francisco e Nossa Senhora do Amparo. Com toda essa divisão, se justifica o número excessivo de construções religiosas nas cidades que compõem o Circuito do Ouro. A cidade de Ouro Preto (Patrimônio Universal da Humanidade) é considerada a mais importante do Circuito do Ouro, dada ao imenso legado histórico, artístico e arquitetônico; com verdadeiras obras-primas da arte barroca.

circuito do ouro

Vista Panorâmica da Cidade de Ouro Preto

Circuito Turístico do Ouro

Além das igrejas, os municípios desse circuito oferecem verdadeiras relíquias como museus, lojas, monumentos, centros culturais, sítios arqueológicos, minas, fazendas, casarões em estilo colonial, memoriais, uma boa gastronomia regional, trechos da Estrada Real e ricas manifestações de cultura popular. O Circuito do Ouro também abriga um valioso patrimônio natural, como lindas cachoeiras, matas e parques. São grandes riquezas e inúmeros eventos (que atrai desde os mais jovens até a melhor idade), que o torna um polo turístico diferenciado e que vale a pena serem visitados.

circuito do ouro

As Esculturas dos “Doze Profetas” assinadas pelo Mestre Aleijadinho, em Congonhas Fonte: circuitodoouro.tur.br

 

circuito do ouro

“Mina da Passagem” na cidade de Mariana Fonte: circuitodoouro.tur.br

 

circuito do ouro

Beleza Natural das Montanhas de Catas Altas Fonte: circuitodoouro.tur.br

 

circuito do ouro

Sítio Arqueológico em Barão de Cocais Fonte: circuitodoouro.tur.br

 

circuito do ouro

Passeio de Maria Fumaça no “Trem das Cachoeiras”, em Rio Acima Fonte: circuitodoouro.tur.br

 

circuito do ouro

Santuário do Senhor do Bom Jesus de Matosinhos e os Profetas de Aleijadinho, em Congonhas Fonte: abim.inf.br

 

circuito do ouro

Museu da Inconfidência em Ouro Preto Fonte: museus.gov.br

 

Para saber mais detalhes sobre o Circuito do Ouro visite o site da Secretaria de Estado e Turismo de Minas Gerais e o site da  Associação dos Municípios do Circuito Turístico do Ouro.

 

Empresária, criadora e editora deste blog, com ampla experiência no mercado de luxo de São Paulo, nos segmentos de moda e joalheria.

Posted in Dicas and tagged , , , , , , , .

Deixe um comentário